Sobre Mim Entrevistas Artigos Produções Lifestyle

25 de maio de 2024

La Valeta | Malta

 

La Valeta, a pequena capital da ilha nação mediterrânica de Malta, é uma cidade muralhada estabelecida no século XVI pelos Cavaleiros de São João. Um local encantador, repleto de história e cultura. Os seus jardins, miradouros, monumentos e portadas coloridas pedem que se percorra a pé, e como tal, é fundamental levar calçado confortável.

La Valletla, the small capital of the Mediterranean island nation of Malta, is a walled city established in the 16th century by the Knights of St. John. It's a charming place, full of history and culture. Its gardens, viewpoints, monuments and colorful shutters invite to walking, therefore, it's essential to wear comfortable shoes.


Grand Harbour



Auberge de Castille et Léon 

(Gabinete oficial do Primeiro Ministro / Office of the Prime Minister)



Busto de Winston Churchill por Epstein

Bust of Winston Churchill by Epstein

É conhecida a ligação de Churchill a Malta, protectorado britânico à época, e ponto militar estratégico no Mediterrâneo durante a 2ª Guerra Mundial. São inúmeras as suas visitas à Ilha, e como tal, o seu busto encontra-se presente nos Upper Barrakka Gardens.

Churchill's connection to Malta, a British protectorate at the time and a strategic military point in the Mediterranean during World War II, is well known. His visits to the island were countless, and as such, his bust can be found at the Upper Barrakka Gardens.


Upper Barrakka Gardens



Les Gavroches 



As flores fazem lembrar as cores da bandeira maltesa.

The flowers are similar to the colors of the Maltese flag.


Neste jardim temos a vista perfeita para o Grand Harbour

In this garden we have the perfect view of the Grand Harbour





Saluting Battery

O disparo da saudação de artilharia é feito ao inicio da tarde, tendo no Verão dois horários. Um espectáculo a não perder nos Upper Barrakka Gardens.

The salute firing of the artillery takes place in the early afternoon, with two schedules in the summer. A show not to be missed in the Upper Barrakka Gardens.


Vista panorâmica do Forte St. Ângelo

Panomaric view of St. Angelo Fort


As bonitas fachadas coloridas, um marco deste País.

The beautiful colored facades, a landmark of this country.


Look aqui.

Outfit here




Os restaurantes à tarde fecham cedo, cerca das 14h, pelo que neste dia acabámos por não almoçar e antecipamos o jantar. O japonês Aki foi uma óptima descoberta, atrevo-me a dizer dos melhores lugares onde já comi sushi.

The restaurants close early in the afternoon around 2pm, so on this day we ended up skipping lunch and having an early dinner. The Japanese AkiAki was a great find, I dare to say one of the best places where I've eaten sushi.





Igreja de São João 

St. John Church

Também os monumentos encerram muito cedo. Já não conseguimos visitar esta Igreja, dado fechar às 15h. 

The monuments also close very early. We were unable to visit this church as it closed at 3pm.



Nicho de São João Baptista

Niche of St John the Baptist


Estátua de São Paulo

Statue of St Paul


Igreja do Naufrágio de São Paulo

Church of St. Paul Shipwreck




As lojas de uma maneira geral também fecham cedo e não abrem  ao domingo e segunda, talvez o que mais estranhei num lugar tão turístico. 

The stores in general also close early and don't open on Sundays and Mondays, which is perhaps the most strange thing about such a touristic place.


Monumento de Sir Alexander Ball (Lower Barrakka Gardens)

Monument of Sir Alexander Ball (Lower Barrakka Gardens)


Os Lower Barakka Gardens são geminados com os Upper Barrakka Gardens e ambos têm uma vista fantástica para o Grand Harbour e para o quebra-mar.

The Lower Barakka Gardens are twinned with the Upper Barakka Gardens and both have fantastic views of the Grand Harbour and the breakwater.



Forte de Santo Ângelo

Fort St. Angelo


A luz perfeita de final de dia.

The perfect light at the end of the day.


Tivemos ainda direito a fogo de artificio.

 We were lucky enough to see fireworks.





Terminámos com um jantar no restaurante NONI, com assinatura do chef Jonathan Brincat e detentor de uma estrela Michelin. Uma autêntica viagem sensorial de cores, sabores e texturas, num ambiente intimista e acolhedor, pontuado também pela simpatia do staff. Uma abordagem imaginativa assente na fusão de técnicas modernas com pratos tradicionais e influências da cultura mercantil. O artigo completo aqui.

The day ended with a dinner at NONI restaurant, signed by chef Jonathan Brincat and holder of a Michelin star. A true voyage of colours, flavours and textures, in an intimist and warming environment, with a welcoming staff. NONI takes an imaginative approach to dinning, a blend of modern techniques with traditional dishes and the influence of Malta’s mercantile culture. Full article herehere.


Espreitem também os artigos Corinthia St George's Bay aqui, Leomaris Charters, Mdina  e Marsaxlokk.

Os reels sobre Malta, Mdina, Noni, Leomaris Chater e Corinthia St George's Bay  aqui em breakfast_tiffanys_blog.

Algo have a look at these aticles: Corinthia St George's Bay here, Leomaris Charters, Mdina, Marsaxlokk 

Find the reels of MaltaMdinaNoni, Leomaris Chater e Corinthia St George's Bay here at  breakfast_tiffanys_blog

16 de maio de 2024

Met Gala 2024 | As Minhas Eleitas

 

A Gala do Met 2024 celebra a abertura da nova exibição subordinada ao tema  “Sleeping Beauties: Reawakening Fashion", tendo como dress code oficial ‘The Garden of Time’. O tema inspira-se no conto de J.G. Ballard com o mesmo título, escrito em 1962. Por esse motivo, vimos muitos looks florais e botânicos embelezarem a famosa passadeira vermelha deste ano.

A colecção exposta abrange mais de 400 anos de história da moda. As peças incluem designs de Schiaparelli, Dior, Givenchy, entre outros. Alguns artigos de vestuário demasiado frágeis para voltarem a ser usados, como um vestido de baile de Charles Frederick Worth de 1877, serão também apresentados através de animação vídeo, projeção de luz, IA, CGI e outras formas de estimulação sensorial.


Jennifer Lopez com um modelo de Schiaparelli, cujas formas remetem para as asas de quatro borboletas. O vestido, todo trabalhado na transparência do tule, e com 2,5 milhões de pedrarias de prata e pérolas, levou 800 horas para ser feito inteiramente à mão.


Sarah Jessica Parker é habitualmente umas das mais bem vestidas da Met Gala, e este ano cumpriu a regra!  A escolha de um modelo de Richard Quinn, em forma de gaiola de pássaro, não foi por acaso. O criador encontra-se actualmente a colaborar com o guarda-roupa da 3ª temporada de "And Just Like That" e, segundo Sarah Jessica Parker, muitas peças da sua colecção remetem para o tema "Garden of Time".


A cantora sul-africana Tyla encarnou uma estátua de areia com um original vestido esculpido à medida do seu corpo da autoria de Balmain. A peça era de tal forma estruturada que necessitou que a carregassem ao colo pelas escadas do MET. A bussola, remetendo para o tema de "Garden of Time", relembra-nos que o tempo está a contar e tudo é efémero.


Lana Del Rey assumiu o tema de forma perfeita ao fazer referência a um look de arquivo de Alexander McQueen da sua coleção de Outono de 2006. O seu criador actual, McGirr , quis celebrar o savoir-faire do atelier de uma forma nova e contemporânea. O resultado foi um vestido com espartilho em seda, georgette duplo e tule, todo bordados à mão com ramos de espinheiro em bronze martelado, inspirados na pátina e na forma das esculturas feitas pelo artista suíço Alberto Giacometti. Para um acabamento dramático, McGirr criou igualmente um acessório de cabeça especial, utilizando ramos de espinheiro naturais e cobrindo-os com um véu em tule transparente. A mala Drop em bronze com o pormenor de um relógio finaliza o outfit.


Emma Chamberlain usou um look de Jean Paul Gaultier com uma abordagem gótica e evocativa do tema deste ano, que pretende captar a fragilidade e decomposição da natureza. Com trepadeiras castanhas e nodosas a envolverem-lhe o pescoço e os braços e algumas tiras de tecido fino e transparente penduradas nestes, dava a impressão de uma árvore antiga e mística coberta de teias de aranha. Sem dúvida uma aposta ganha!


Camilla Cabelo em Ludovic de Saint Sermin, num vestido composto por 250,000 cristais Swarovski meticulosamente aplicados, que demoraram cerca de 450 horas a incrustar. Este look pretende fazer uma critica ao interminável ciclo de criação e destruição humano. A clutch feita em gelo, é a peça central do outfit, dado que ia derretendo à medida que subiu a escadaria do Met, no final ficando só com uma rosa.


Gigi Hadid juntou-se a Thom Browne para conceber uma peça que é uma autêntica obra-prima! Este vestido com espartilho, e feito com rosas amarelas em 3D, precisou de uma equipa de mais de 70 pessoas e 13.500 horas para ser manufacturado. A inspiração foram as estatuas dos jardins envoltas de plantas.


A acriz Amanda Seyfried surpreendeu todos com o seu cabelo prateado, a condizer com a tiara e o vestido Prada que envergava. O modelo pretende representar as alterações climáticas. Por esse motivo, a peça foi concebida a partir de restos de tecido de stock morto. Um cetim prateado antigo e enrugado, foi reaproveitado da coleção da primavera de 2009 da Prada.


Karlie Kloss com um vestido cor-de-rosa bordado, incrustado com 240,500 joias das famílias Florere e Millenia da Swarovski, encarnou a flor de cristal que mantém o Jardim do Tempo sob o seu feitiço.


Demi Moore escolheu um vestido da autoria de Harris Red, feito de papel de parede vintage, arquivado com flores cor-de-rosa e brancas na frente. Com mangas aladas, enfeites de flechas e folhos, remetendo assim para o tema deste ano, que destaca peças delicadas que são demasiado frágeis para serem usadas novamente. O colar e brincos Cartier com pingente de flor deram o mote ao outfit Segundo a actriz “É como um dente-de-leão que está a soprar ao vento”..."Este vestido, para mim, era como as pétalas a cair [da flor].”


Jessica Biel brilhou num vestido (cujo nome do criador não consegui apurar) adornado com milhares de pétalas rosa, fazendo jus ao tema. 


A actriz Zendaya optou por usar dois looks na passadeira vermelha da Met Gala. Um deles, um vestido preto vintage, peça de 1996 da era Givenchy de John Galliano. Rematou com um chapéu com flores envolto em tule preto, tal como o desenhado por Philip Treacy para Alexander McQueen em 2006.


Com esta criação incrível da Maison Margiela Artisanal by John Galliano, que foi baseada num vestido Dior de 1999, Zendaya deu vida a uma personagem de contos de fadas. Este modelo homenageia a natureza, assemelhando-se a um pássaro. Mais um registo completamente dentro do tema!

A exposição "Sleeping Beauties: Reawakening Fashion" estará patente no Met em Nova Iorque até 2 de Setembro. Espreitem aqui o artigo sobre o Museu.