Sobre Mim Entrevistas Artigos Produções Lifestyle

30 de junho de 2016

Letters Matters | Reinventar a Leitura


Com Florentin Bosse

Sou uma fã incondicional de bons livros e adoro perder-me numa boa livraria. Esta semana fui descobrir a Letters Mattersum conceito único, já que o acervo literário resulta de uma escolha criteriosa de 500 leitores de todo o mundo, seleccionando cada um deles a lista dos 10 livros que tiveram mais impacto na sua vida.



Florentin Bosse, um “nómada profissional”, romeno de mascimento, com antepassados alemães e coração português, é o fundador e leitor principal da livraria Letters Matters, 

“ A livraria é o meu modo de reverter o irreversível”, diz Florentin Bosse. “Como estamos cada vez mais colados aos écrans, com dispersão de foco todos os 5 segundos, estamos a perder uma mais-valia de vida e de muitas gerações que é parte da nossa herança cultural. Inspirei-me em Groucho Marx que disse: “Eu acho a televisão muito educativa. Cada vez que alguém a liga, vou para o outra divisão da casa e leio um livro.”


Mas a Letters Matters é mais do que um lugar onde se vendem livros. É uma livraria com uma atmosfera especial, um lugar inspirador e motivador, onde até a equipa de trabalho é encorajada e paga para ler nos seus momentos livres. É um espaço amplo, desenhado para acolher momentos musicais, exposições de arte, debates literários e workshops diversos. Graças ao seu Café, é possível desfrutar duma experiência cultural com um chá, um café, um lanche ou mesmo uma refeição ligeira com vinhos e queijos. É um lugar de encontro, de troca de ideias, de conversa e de comunhão de emoções entre pessoas apaixonadas por livros.


Com o a querida Conceição Pissarra e o André

Florentin Bosse teve a ideia de criar este lugar durante o seu auto-imposto exílio da sociedade – quando caminhou 3800 quilómetros, em peregrinação entre Berlim e Santiago de Compostela e depois até Fátima. “Regressei da minha jornada com um sentimento forte de que há, nas nossas comunidades, uma dolorosa procura para recuperar a autenticidade dos nossos valores e dos nossos objectivos”, afirma o fundador da Letters Matters. “A minha intenção é, com a criação desta livraria, devolver às pessoas o prazer da leitura e a capacidade de sonhar com os olhos abertos. Como disse Oscar Wilde, “é o que se lê quando não se tem que o fazer, que determina o que se será quando não tens como o fazer”.






Este é sem dúvida um lugar ao qual quero voltar e até já enviei a lista dos meus livros de eleição para o Florentin Bosse, que simpaticamente me solicitou. Se quiserem fazer uma visita a este espaço fica na Rua Rodrigo da Fonseca, 21, em Lisboa.

Sem comentários:

Publicar um comentário