Sobre Mim Entrevistas Artigos Produções Lifestyle

22 de julho de 2011

Diário de Lanzarote


"Primeiro estranha-se depois entranha-se", é para mim a frase que melhor caracteriza Lanzarote, reserva da Biosfera da UNESCO. A terra do inferno para alguns, mistura cenários dantescos com paisagens únicas que inspiraram grandes homens, como César Manrique (o grande mentor da Ilha), José Saramago, ou Pedro Almodóvar no seu filme "Abraços Desfeitos".

Uma descoberta constante, entre o cenário arrebatador do parque nacional de Timanfaya (que tem como símbolo um diabo), onde percorremos a impressionante Rota dos vulcões que fustigaram a Ilha durante 6 anos, e as magníficas praias, como a inesquecível "Playa Papagayo", integrada no Monumento Natural de Los Ajaches. Situada numa enseada banhada por águas verde-esmeralda translúcidas é realmente de uma beleza impar! Almoçar no restaurante com vista sobre a mesma um delicioso "polpo à galega e uns lagostins à la plancha’ é sem dúvida outra experiência a não perder.
Imagem do filme "Abraços Desfeitos"

Continuando com o cenário das praias de sonho, encontramos Famara na outra ponta da Ilha. Esta praia destaca-se pelo contraste entre a serra e o mar e pela sua ondulação, sendo conhecida pelos seus campeonatos de surf e kitsurf. É também um dos principais cenários do filme de Pedro Almódovar "Abraços Desfeitos". Seguindo a rota do filme podemos descer até ao "El Golfo", onde o contraste entre o mar azul, a terra escura e o lago verde criado pela lava do vulcão é sem dúvida único!

Destaco ainda todas as grandes obras de César Manrique, desde a sua Casa/Fundação com o mesmo nome, passando pelo "Mirador del Rio", Restaurante "El Diablo" (no parque nacional de Timanfaya), "Jameos del Água", onde podemos ver uma espécie única de caranguejos albinos que brilham no escuro, a piscina que foi criada por César Manrique aproveitando uma bolha de lava que ali se formou. Aqui encontramos também o único centro de observação de vulcões da Ilha aberto ao público. Ao lado temos a "Cueva de Los Verdes" onde se encontra o segredo de Lanzarote e que possui um magnífico auditório nascido dentro da gruta, onde em datas específicas se realizam Concertos e Óperas.


O "Jardín de Cactos" merece também uma visita e para finalizar "A Casa" Fundação de José Saramago. Conhecer a vida deste escritor de forma intimista e emocional (só nós e a guia). Saborear um magnífico café Delta no jardim de sua casa e descobrir a vida simples mas cheia de história dá-nos vontade de deixar tudo para trás e tal como Saramago começar de novo em Lanzarote!

 Playa Quemada um dos lugares de reflexão de Saramago


"Puerto del Carmen"


Marina Rubicón


"La Geria" - zona vinícola


"El Golfo"


Fachada tipica de uma casa de camponeses em Lanzarote


"Jardín de Cactos"


"Jameos del agua"


"Playa Papagayo"


Miradouro do Rio


Fundação César Manrique



Timanfaya


Até sempre Lanzarote


Sem comentários:

Publicar um comentário