Sobre Mim Entrevistas Artigos Produções Lifestyle

19 de maio de 2015

E Morreram Felizes Para Sempre...


Hospital Júlio de Matos, 21h30, estamos à porta do pavilhão 30, o escuro da noite é pautado por algumas estrelas e uma diminuta iluminação pública….As portas abrem à hora marcada, convidam-nos a entrar para uma das salas. Enquanto esperamos pelo início da peça pedem-nos que coloquemos uma máscara de hospital…Aqui não seremos meros espectadores mas “participantes” no enredo! Se o que procuram é uma peça de teatro convencional no conforto de uma cadeira, este lugar não é para vós! Nos 100 minutos que decorre a acção deambularemos escada acima e abaixo no encalce dos actores, percorreremos diferentes cenários, ousaremos descobrir passagens secretas!



Este espectáculo imersivo único e inovador no nosso País decorre em 27 salas, tendo 10 personagens, 10 “vidas” que se cruzam. Um crossover entre a tragédia amorosa de Pedro e Inês de Castro e a invenção da lobotomia transorbital por Egas Moniz, em que somos convidados a traçar o nosso próprio percurso e a seguir algumas das personagens da peça.



A marca de flavoured whisky Drambuie leva a cabo uma acção de Marketing sensorial neste espectáculo em alguns espaços e interacções, em especial numa sala onde podemos descobrir um bar de cortesia da marca e onde somos invadidos pelo aroma de mel de urze que caracteriza esta bebida. A experiência sensorial estende-se a toda a peça tornado o cenário ainda mais real...Eu fui raptada por dois actores e só vos posso dizer que fui cúmplice de um assassinato ;)


Se ficaram curiosos não deixem de ver a peça os bilhetes estão disponíveis na ticketline e vai estar em cena no Hospital Júlio de Matos – Pavilhão 30 até Agosto.


Preparados?


Sem comentários:

Publicar um comentário